aventura, fantasia, Literatura Estrangeira, Uncategorized

Cidade de Vidro

jbSinopse: “O terceiro volume da série best-seller Os Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare. Depois ser apresentada ao Mundo de Sombras e a Jace ― um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer ―, Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar ― e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Partes Favoritas:

Alicante, capital de Idris, foi minha parte favorita, este volume foi mais ambientado na cidade dos Caçadores de Sombras. Acabou por me prender mais na leitura, despertando curiosidade em saber cada detalhe deste novo ambiente criado pela autora.

Comentários:

Clary quer ir para Alicante, Cidade de Vidro e capital de Idris, onde os Caçadores de Sombras vivem, a fim de encontrar um feiticeiro que possa salvar sua mãe. Porém, ela precisa criar um portal sozinha, já que Jace foi para a cidade sem ela. E, assim, começa uma aventura regada com mais fantasia, na qual as coisas vão se encaixando melhor. Coisas que eu nem imaginava fazerem parte desta história me chocam e Jace e Clary descobrem ainda mais sobre eles mesmos. Clary está mais madura, ela consegue descobrir seus poderes com maior domínio e ficar mais segura de si, indo atrás do que quer.

Confesso que este volume me chamou mais atenção e me prendeu mais do que os outros. Alguns dos mistérios são desvendados e novos personagens misteriosos aparecem. Percebi que foi um livro mais estruturado e a leitura fluiu, onde todas as pontas soltas e frustrações foram se encontrando e se justificando, no qual novas pontas foram sendo traçadas. É como se a autora estivesse segurando as ações para deixar tudo se encaixar neste terceiro.

Foi o livro que eu mais gostei da autora, onde os personagens estão em fase de amadurecimento, se conhecendo e percebendo do que são capazes. Algumas coisas ainda demoram para acontecer, mas acredito que seja a forma de escrita da autora.

Captura de Tela 2018-11-10 às 19.34.26

Mensagem:

Acredito que, como Clary, as pessoas demoram à amadurecer, nos dois primeiros livros, da série, ela era bem imatura em suas ações e até um tanto quanto insegura. Neste terceiro livro, Clary está se conhecendo e se percebendo mais. Equivalendo a nossa realidade, quando olhamos para nós e pensamos o que queremos, antes de qualquer coisa, e vamos atrás passamos a ser mais seguros de nós mesmos. A decisão traz segurança!

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

– EXTRA –

Essa série era para ser, originalmente, uma trilogia, mas a autora acabou a estendendo.

A publicação dos último três livros de “Os Instrumentos Mortais” foi sendo feita intercalada com os livros da outra série da autora “As Peças Infernais”. Sendo necessário ler Anjo Mecânico antes de Cidade dos Anjos Caídos, Príncipe Mecânico depois e Princesa Mecânica depois de Cidade das Almas Perdidas.

Eu li a série “Os Instrumentos Mortais” sem ler “As Peças Infernais” e não tive problemas. Algumas referências são feitas, mas que não atrapalharam meu desenvolvimento na leitura. Claro, se você é extremamente fã da série e quer um aproveitamento maior, o indicado é intercalar as duas séries, como citado.

Cassandra Clare / Editora Galera / Aventura, fantasia, infantojuvenil, jovem adulto, literatura estrangeira, ficção

Ordem / Sequência dos Livros:

1. Cidade dos Ossos

2. Cidade das Cinzas

3. Cidade de Vidro

4. Cidade dos Anjos Caídos

5. Cidade das Almas Perdidas

6. Cidade do Fogo Celestial

 

Livro extra da série, um manual para Shadowhunters:

O Códex dos Caçadores de Sombras

4 comentários em “Cidade de Vidro”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s