aventura, fantasia, infantojuvenil, Literatura Estrangeira, Uncategorized

Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios

angie lesterSinopse: “Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade. O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos – jovens heróis modernos – terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que fúria dos deuses.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Rick Riordan / Intrinseca / Literatura Estrangeira, Fantasia, Aventura, Infantojuvenil

Partes Favoritas:

A contextualização da mitologia grega através de uma história infantojuvenil, divertida, repleta de ação e aventura me impulsionou a começar a reler esta série tão incrível e fantástica!

“Mesmo a força às vezes tem de se curvar à sabedoria.”

Comentários:

Percy Jackson nunca conseguiu ficar por muito tempo em um único internato. Tendo dificuldades para se encaixar e coisas estranhas acontecendo, cada vez com maior frequência. Até que uma professora se transforma em um ser assustador, desencadeando uma série de episódios que revelam ao jovem, de 12 anos, quem ele realmente é e a verdade por traz dos acontecimentos! Percy, um semideus, percebe que os deuses da mitologia grega podem estar mais presentes do que gostaria. A narrativa divertida, em primeira pessoa, por vezes é como se conversasse com seu leitor, se aproxima de um diário, deixando a história com mais veracidade.

No acampamento Meio-Sangue, local designado àqueles que são filhos de um deus com um humano, Percy aprende a se reconhecer como alguém forte e que é capaz de feitos importantes. Após descobrir que um artefato de Zeus foi roubado Percy precisará encontrar tal coisa com a ajuda de seus amigos, Grover, um sátiro muito preocupado com os outros, e Annabeth, uma jovem valente e decidida. Aventuras mitológicas, que vão até o submundo e envolvem seres lendários, ganham vida através destas páginas repletas de ação que são vividas por protagonistas extremamente corajosos. A contextualização de deuses que envolve cada momento destas páginas é bastante interessante e rica em pontos históricos!

O enredo traz conteúdo mitológico interessante e bem embasado! Deu para perceber que o autor se aprofundou em pesquisas e estudos para criar uma trama com doses de mitologia em meio à aventura fantástica! Há sempre uma explicação por trás e um motivo por cada situação estar acontecendo, com protagonistas que evoluem ao longo da leitura.

Percebi que a jornada de Percy, para descobrir quem ele realmente é, não é apresentada à ele de forma fácil, é como se o jovem precisasse colher todo esse entendimento e as informações, unindo-as e entendendo-as; fazendo com que o leitor encaixe todas as revelações, junto do protagonista, e possa entender o contexto e ambientação do livro. Mas quando tudo parece estar sendo simplificado e apaziguado o desfecho mostra que muita coisa ainda precisa ser revelada e que a série está apenas começando!

IMG_6806

Mensagem:

Destaca que se alguém não é capaz de se encaixar pode ser por ainda não ter achado um ambiente em que se sinta bem! Às vezes demora-se para achar um lugar em que possamos nos sentir nós mesmo, mas nunca é tarde para isso. É interessante perceber que tudo tem um propósito!

“Ninguém pode escolher o seu caminho, Percy. Você terá de decidir.”

– EXTRA –

Como sempre ocorre, o filme se diferencia em vários pontos específicos da estrutura do livro. Contudo, fiz uma pesquisa breve que me trouxe o fato de o filme ter sido baseado na obra de Rick Riordan, não sendo, portanto, uma adaptação. Por isso há tantas diferenças, principalmente em se tratando das explicações, questões que delimitam cada pormenor! Como se algumas passagens tivessem sido emendadas e outras cortadas. Talvez, como sempre costumo dizer, para dar maior ênfase ao contexto de ação, mesmo que o livro apresente bastante e se fosse seguido à risca teria sido tão bom quanto!

Vejo o filme como se alguém tivesse feito um resumo do exemplar e este resumo foi para as telas. É possível colocar assim: os elementos da história escrita como personagens e deuses gregos estão todos no filme, mas alocados de forma apenas semelhante ao que aparece no livro.

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Ordem / Sequência dos Livros:

1. O Ladrão de Raios

2. O Mar de Monstros

3. A Maldição do Titã

4. A Batalha do Labirinto

5. O Último Olimpiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s