Entre Laços e Conflitos

angie lester (51)Sinopse: “Já imaginou o que aconteceria se você tivesse um terrível segredo e, de repente, precisasse revelá-lo?
Amor, família e intrigas.
Aos dezesseis, Natália viu sua vida ser despedaçada. Sem alternativa, juntou o que considerava importante e se mudou para a casa dos tios a quilômetros de distância. Deixou tudo o que conhecia para trás. Nunca mais viu nem conversou com ninguém que fez parte do seu passado. Nenhuma pessoa soube que ela enfrentava o que acreditava ser o momento mais difícil da sua vida. 
Anos depois, chegou a hora de encarar. Uma situação fora do controle faz com que arrume as malas às pressas e volte para a cidade em que nasceu. Desesperada e correndo contra o tempo, precisa reunir forças para enfrentar sua nova realidade.”

– Passagens e trechos favoritos: Meus trechos favoritos foram marcados pelo amor entre Natália e seus filhos!! Lindo ver todo o amor e cuidado que percebemos, ao longo da leitura, que um tem com o outro. Além de uma desmedida transparência que existe entre os três! Mesmo eu ainda não sendo mãe pude sentir, quase que na pele, o amor da Nat por seus filhos! Que amor mais bonito e puro a autora conseguiu transbordar no decorrer da história!!

“O nascimento de um filho faz, sim, sua perspectiva de vida mudar. Mudar para melhor. Você deixa de pensar em si para pensar em outra pessoa.”

– Comentário positivo ou negativo do livro em geral: Um livro com uma história que aborda assuntos totalmente reais, sérios e polêmicos. Personagens com vidas e problemas concretos, mostrando o julgamento das pessoas para com o outro e o quanto a vida segue da forma como não planejamos, sendo capaz de nos surpreender!!

Natália passou por uma situação difícil cerca de 15 anos atrás e engravidou! De gêmeos!! Após descobrir a gravidez, ela se mudou antes que todos na cidade percebessem – já que é uma cidade pequena -. Após todos esses anos ela precisa voltar à cidade que deixou para trás, por um motivo extremamente sério e necessário. E então a história se revela e nos deparamos com diversos acontecimentos.

A narrativa começa de forma simples, o inicio de alguns capítulos é marcado por lembranças do passado, de quando os personagens eram adolescentes. No começo, me confundi um pouco, mas depois percebi que o relato era do passado e consegui me colocar nos trilhos da leitura novamente! Talvez tenha faltado alguma indicação no inicio dos capítulos.

Um livro fácil de ler, mesmo abordando assuntos mais fortes, onde as explicações para cada acontecimento vão aparecendo conforme a leitura se desenvolve, dando tempo ao leitor de assimilar cada revelação e ao mesmo tempo curtir a leitura. Uma narrativa gostosa e que faz com que nos apeguemos com facilidade aos personagens, visto que sabemos coisas importantes e pessoais do passado de cada um. E quando conhecemos o passado de alguém, mesmo que sem querer, acabamos por nos apegar e a querer que tudo de certo na sua vida!

Ler livros com histórias reais, como esta, é quase como ir a um psicólogo – pelo menos pra mim – , acabo por me identificar com alguma dor do personagem e coisas do meu passado, que estavam quietas, acabam vindo a tona e tenho que aprender a lidar. Talvez isso tenha feito com que eu não amasse tanto a história, já que mexeu com o meu psicológico. Com isso, posso afirmar, que o livro foi quase como uma terapia pra mim! (não, eu não passei por nada parecido com o que houve no livro, mas é um livro forte).

Design sem nome (2)

– Qual a mensagem do livro: Uma história com várias mensagens importantes, já que aborda assuntos extremamente sérios! Mas a que mais me chamou a atenção, foi o fato de perceber como realmente são as pessoas, mesmo em situações difíceis, só pensam em si próprias. Egoísmo por parte de alguns faz com que apareçam os julgamentos sem ao menos conhecer a história do outro! Principalmente, porque um acontecimento tem mais que um ponto de vista, tem a versão de cada um que o presenciou.

“Foram os passos que eu dei que me levaram até ali. Foi a aceitação, a resiliência, a coragem de olhar para trás, a paciência e a necessidade de ter uma vida melhor que fizeram com que eu chegasse aonde estava.”

Também me fez perceber o quanto coisas do passado pesam em nosso presente, principalmente as coisas ruins, às vezes elas nos impulsionam a fazer coisas que não teríamos feito, se elas não tivessem acontecido!

Um comentário sobre “Entre Laços e Conflitos

  1. estevamweb disse:

    “O nascimento de um filho faz, sim, sua perspectiva de vida mudar. Mudar para melhor. Você deixa de pensar em si para pensar em outra pessoa.” Pela segunda vez, tenho vivido esta experiência…e , mais do que pensar em outra pessoinha frágil recém nascida, ainda tem a primogênita demarcando espaço para não perder a atenção que teve somente para si durante seis anos…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s