fantasia, Literatura Estrangeira, Uncategorized

O Rei Perverso 

Sinopse: “Para sobreviver no reino das fadas, Jude Duarte precisou aprender muitas lições. A mais importante delas veio de seu padrasto: o poder é bem mais fácil de adquirir do que de manter. Ela achou que, depois de enganar Cardan para que ele jurasse obedecê-la por um ano e um dia, sua vida se tornaria mais fácil. Mas ter qualquer influência sobre o grande rei de Elfhame parece uma tarefa impossível, principalmente quando ele faz de tudo em seu poder para humilhá-la e prejudicá-la, mesmo que seu fascínio pela garota humana permaneça intacto. Agora, com as ondas ameaçando engolir a terra e um alerta de traição iminente, Jude precisa lutar para salvar a própria vida e a daqueles que ama, além de lutar contra seus sentimentos conflituosos por Cardan no meio-tempo. Em um mundo imortal, um ano e um dia não são nada”

border-159926_960_720

Partes Favoritas:

Força. A força e foco da protagonista me conduziram rapidamente durante a leitura. Em vários situações, se eu estivesse no lugar dela, teria chorado e a jovem se manteve firme! Admirável!

“O medo é uma coisa terrível, mas a combinação de esperança e medo é pior.”

Comentários:

Após conquistar sua voz, mesmo sendo humana em um ambiente feérico, Jude começa a se sentir insegura de que seu tempo de conquista possa ter os dias contados. Controlando tudo ao seu redor, a jovem tenta várias artimanhas para manter tudo da maneira como quer. Alerto ao leitor, ávido por romance, de que esse não é o foco na narrativa, a fantasia o é. Também vejo o quanto uma moça, que muitos julgaram ser frágil, é o foco em minha opinião.

Uma leitura ainda mais regada de pessoas controladoras, joguinhos e manipulações. Li algumas resenhas de pessoas falando que o final não era bem o desejado, concordo. Mas vindo de uma série repleta de todos os adjetivos citados, um final diferente talvez ficasse fora de contexto e “bonzinho” demais para Cardan. O objetivo da autora talvez tenha sido o de jogar com seu leitor até a última gota, ou até a última página.

Me senti ainda mais dentro de um jogo de estratégias onde muita coisa pode estar em risco principalmente a vida e lealdade dos personagens. Sem saber no que e em quem confiar, Jude joga com toda a sua força, mesmo passando por situações ainda mais difíceis do que o bullying sofrido na escola. Tudo pode simplesmente mudar em um piscar de olhos. Nossa protagonista precisa se lembrar constantemente de que, mesmo sendo imperfeita e mortal, conquistou muito e é forte e inteligente. Capaz de dominar um reino feérico!

Mensagem:

Da mesma maneira que o livro antecessor, esse segundo volume da série explora o quanto a dor e situações difíceis tornam alguém mais forte; capaz de aguentar muita coisa e continuar correndo atrás do que acredita. Também, foca no fato de não termos controle sobre muitas situações. 

“Vai doer. Mas a dor fortalece.”

border-159926_960_720

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s