O Despertar do Príncipe

angie lester (15)

Sinopse:Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade.
Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem.
Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos.
A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth.
Em “O despertar do príncipe”, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia. Este é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia.” 

EU AMO EGITO, então fui totalmente suspeita ao avaliar bem um livro que retrata todos os mistérios e curiosidades do local!!

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Partes favoritas:

A parte mais marcante, pra mim, foi logo no início onde a múmia “acorda” –  imagine você em um museu, pensando na sua vida e do nada vem um ser, totalmente diferenciado e que deveria estar morto, até você? -. E sabe se lá qual teria sido o cheiro desse ser, sejamos sinceros ele estava “morto” a alguns anos!!!

“Quando somos privados de tudo aquilo que valorizamos, finalmente conseguimos ver a verdade.”

Comentários:

Amon é uma múmia que estava morto temporariamente, ele volta a vida para não deixar que o Deus do Caos saia de sua prisão, a cada uma certa quantidade de tempo Amon e seus irmãos precisam fazer isso. Porém, em uma dessas vezes, em que as múmias voltam à vida, Lily está por perto e acaba por fazer parte desta aventura fascinante!! Com um toque de romance, a sintonia de Amon e Lily é tão grande que eles podem se conectar em sonhos!!

O livro conta com partes de romance, ação, e deixa o leitor em todas as suas páginas ansioso para saber se tudo vai dar certo no final! Lutas, beijos, cultura, e muito mais!

O que me chamou mais atenção em Amon é que ele é portador do olho de Hórus, sou fascinada por esse símbolo Egípcio, é o olho que tudo vê, como se fosse a parte da intuição. Esse livro mexeu muito comigo pelo fato de mostrar várias crenças que a civilização egípcia tem e tinha, os seus deuses (na luta constante dos deuses bons com os maus) e na existência de magia.

A narrativa feita em primeira pessoa por Lily me fez querer entrar dentro do livro e ser ela, viver o que ela estava vivendo e descobrir o encanto da civilização egípcia!! Eu realmente me senti no Egito, sentindo a areia soprar pelos meus cabelos, parecia até que eu conseguia perceber os cheiros, tão detalhadamente que a autora cita os locais e as suas características. Detalhes o suficiente para não ficar exaustiva a leitura, se tornando uma viagem cultural, sem sair de casa!! 

IMG_7727

Mensagem:

Acredito que não seja bem a mensagem que vou citar, mas está relacionado. O livro vem para retratar a cultura e as crenças dos egípcios, bem como mostrar como são suas estruturas e como vive e viveu a população. Além de deixar no ar a ideia de que magia existe, mas só alguns são capazes de acessá-la.

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

– Extra – 

O Olho de Hórus, também chamado de olho de Rá (Deus do sol): Está estampado na capa de todos os livros da série. Tornou-se um símbolo de poder, denominado “Wedjat”. Pode ser chamado de “udyat”, e significa, principalmente proteção e poder para aquele que o carrega. Atualmente, é utilizado para o mesmo fim que o olho grego, para afastar o mau olhado.

  • Olho Direito: Informações concretas (palavras e números), é o mundo material, representa o sol.
  • Olho Esquero: Informações abstratas, lado mais espiritual, contando com sentimentos e pensamentos, representa a lua.

O olho pertence ao deus Hórus, filho de Osíris e Íris, que derrotou Set (deus do caos). Na luta, ele machucou um dos olhos, o esquerdo (lado lua), dando significado às fases da lua.

Fonte: https://www.dicionariodesimbolos.com.br/olho-horus/

– Colleen Houck / Editora Arqueiro / Literatura Estrangeira, Romance

Ordem / Sequência dos Livros (Trilogia):

1. O Despertar do Príncipe

2. O Coração da Esfinge

3. A Coroa da Vingança

 

3 comentários sobre “O Despertar do Príncipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s