Literatura Estrangeira, romance

A Prometida

Sinopse: “Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor.
Cheia de ideias e opiniões, logo Hollis percebe que, por mais que os sentimentos de Jameson sejam verdadeiros, estar ao seu lado a transformaria num simples enfeite. Tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Silas, um estrangeiro que parece enxergá-la ― e aceitá-la ― como realmente é. Só que seguir seu coração significaria decepcionar todos à sua volta…
Hollis está diante de uma encruzilhada ― qual caminho levará ao seu final feliz?”

border-159926_960_720

Partes Favoritas:

A temática com castelos, reinos e os vestidos maravilhosos!

“O que é uma amiga senão alguém que acredita que você consegue mais do que imagina?”

Comentários:

Lady Hollis é uma moça impulsiva entre tantas da corte, mas acaba se destacando ao ser vista recebendo mimos do rei. Os súditos ficam chocados e aquilo traz certo conforto para Hollis. Até o dia em que uma família pede auxílio ao rei, e um rapaz dessa família chama a atenção da jovem! Então, a protagonista fica confusa sem saber qual direção seguir; dando início a uma indecisão que perdura por boa parte do livro.

Ao ler este enredo confesso que as minhas expectativas foram altas. Porém, percebi os personagens sem aprofundamento e mudando de opinião rapidamente. Também senti falta de conexões estruturadas que trouxessem química aos protagonistas. As situações se dão rápidas, sem dar tempo de perceber suas ligações e embasamentos. Acredito que se for lê-lo sem expectativas e pensando em distrair um pouco como uma leitura simples, ele seja uma boa recomendação!

Uma história sucinta, de rápida e fácil leitura, realizada em primeira pessoa. Mesmo tendo uma pequena menção a política local não é possível ver com clareza como funciona tal questão. A história não demonstra muito o que é possível fazer ou o que existe na ambientação criada, me fazendo sentir falta de tais detalhes.

Mensagem:

Mesmo sendo um livro que não me agradou muito, ele traz uma reflexão importante a respeito de ter a própria voz e fazer as próprias escolhas!

“É apavorante descobrir que a liberdade não é o que você pensava.”

border-159926_960_720

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s