fantasia, infantojuvenil, Literatura Estrangeira, Uncategorized

O Pequeno Príncipe

Sinopse: “Livro de criança? Com certeza.
Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi.
Como explicar a adoção deste livro por povos tão variados, em tantos países de todos os continentes? Como explicar que ele seja lido sempre por tanto milhões e milhões de pessoas? Como explicar a atualidade deste livro traduzido em oitenta línguas diferentes?
Como compreender que uma história aparentemente tão ingênua seja comovente para tantas pessoas?
O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.”

border-159926_960_720

Partes Favoritas:

Os gestos simples destacados em pequenas frases mostram situações de tão fácil entendimento, trazem mensagens enormes que fazem refletir! Incrível o quanto uma história simples e rápida como esta pode nos fazer despertar para a realidade!

“Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

Comentários:

Um piloto de aviões se vê forçado a realizar um pouso de emergência no deserto do Saara, tendo poucos dias para consertar o motor de seu avião antes de faltar água, uma figura aparece para ele, o pequeno príncipe, lhe mostra as coisas simples da vida e o quanto as pessoas são mais essenciais que objetos. O Pequeno Príncipe é um livro infantil, mas eu não o vejo assim. O percebo como uma história para todas as idades, trazendo mensagens filosóficas, intrigantes e, ao mesmo tempo, tão acessíveis que fazem seu leitor refletir na maneira como leva a sua vida. Acredito que em cada idade a qual este livro for lido terá um impacto diferente!

Uma leitura linda, impactante, rápida, leve e de fácil entendimento. Traz uma história emocionante, mostrando o quanto as preocupações cotidianas talvez estejam tornando as pessoas frias, as fazendo se esquecer da própria criança interior. A narrativa conduz a uma série de mensagens, faz entender a simplicidade do raciocínio de uma criança; o quanto o mundo é belo e simples pelos seus olhos, vivenciando o que a vida traz da melhor maneira.

A história vem para nos mostrar a realidade de viver, destacando o que estamos fazendo ao esquecer de nossa criança interior. Como se O Pequeno Príncipe fosse o encontro do piloto com sua própria criança interior.

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”

Mensagem:

Diariamente passamos tanto tempo nos preocupando com as coisas cotidianas que esquecemos de tirar um tempo só nosso, para olhar as estrelas, fazer amigos verdadeiros, conversar sobre qualquer coisa ou não conversar sobre nada. Às vezes, é bom deixar um pouco as preocupações de lado e apenas viver. Algo nítido nesta leitura é o quanto os problema diários da vida adulta nos fazem esquecer de curtir pequenos momentos, deixando de lado a nossa criança interior e a espontaneidade, esquecendo as coisas simples da vida.

“As pessoas grandes não compreendem nada sozinhas, e é cansativo, para as crianças, ficar toda hora explicando…”

border-159926_960_720

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s