fantasia, Literatura Estrangeira, Uncategorized

Circe

angie lesterSinopse: “Na casa do grande Hélio, divindade do Sol e o mais poderoso da raça dos titãs, nasce uma menina. Circe é uma garotinha estranha: não parece ter herdado uma fração sequer do enorme poder de seu pai, muito menos da beleza estonteante de sua mãe, a ninfa Perseis. Deslocada entre deuses e seus pares, os titãs, Circe procura companhia no mundo dos homens, onde enfim descobre possuir o poder da feitiçaria, sendo capaz de transformar seus rivais em monstros e de aterrorizar os próprios deuses. Sentindo-se ameaçado, Zeus decide bani-la a uma ilha deserta, onde Circe aprimora suas habilidades de bruxa, domando perigosas feras e cruzando caminho com as mais famosas figuras de toda a mitologia grega: o engenhoso Dédalo e Ícaro, seu filho imprudente, a sanguinária Medeia, o terrível Minotauro e, é claro, Odisseu. E os perigos são muitos para uma mulher condenada a viver sozinha em uma ilha isolada. Sem se dar conta, Circe acaba despertando a ira tanto dos homens quanto dos deuses. Para proteger o que mais ama, Circe deverá usar toda a sua força e decidir, de uma vez por todas, se pertence ao reino dos deuses ou ao dos mortais que ela aprendeu a amar.Personagens vívidos e extremamente cativantes, aliados a uma linguagem fascinante e um suspense de tirar o fôlego, fazem de Circe um triunfo da ficção, um épico repleto de dramas familiares, intrigas palacianas, amor e perda. Acima de tudo, é uma celebração da força indomável de uma mulher em meio a um mundo comandado pelos homens.”

border-159926_960_720

Editora Planeta / Madeline Miller / Literatura Estrangeira, fantasia

Partes Favoritas:

Conhecer detalhes da vida de Circe foi o que mais me conquistou ao longo de toda a leitura! Eu não fazia ideia de todo o impacto que essa deusa teve e inclusive por tudo o que passou. Sua jornada não foi fácil e cada ponto de dificuldade a moldou, a transformou em uma excelente bruxa que soube lidar com diversos ramos da magia. É nítido perceber o quanto Circe procura dar o seu melhor a cada página deste livro incrível!

“O pensamento foi este: toda a minha vida tinha sido lama e profundezas, mas eu não era uma parte dessa água escura. Eu era uma criatura dentro dela.”

Comentários:

A imersão nessa janela da mitologia, que mostra a vida de Circe, é muito curiosa e interessante. Circe enfrenta sua família, o primeiro amor, a primeira frustração, ajuda alguém que acha merecedor, percebe o que é ser forte, compreende o que é ter uma voz, descobre novos amores, reconhece seus próprios gostos e, ainda, está sempre se reinventando e evoluindo. As situações foram construindo-a, se transformando ao longo de cada vivência. Me senti inspirada com essa história, uma luta interior gigantesca é traçada e o crescimento e a resiliência da protagonista é surreal!

Logo que comecei essa leitura me surpreendi e percebi que aqui encontra-se uma história completa que mostra os deuses que passaram pelo caminho de Circe, filha de Hélio, titã responsável pelo Sol, com a ninfa Perseis. Mesmo que a mitologia englobe diversos seres aqui eles são lançados aos poucos para que tantos nomes não se confundam. Circe narra todo o enredo, desde a sua infância em que era considerada por seus pais e irmãos uma aberração, nunca ganhando reconhecimento; até que uma determinada situação ocorre e ela acaba sendo exilada. Tal exílio, porém, a ajuda a se libertar e ser ela mesma sem os julgamentos continuamente vividos. Circe aprende muito e amadurece ao longo de toda a sua jornada. Para mim, essa deusa se tornou uma guerreira e um exemplo de mulher forte.

A história bem estruturada é colocada aqui tão límpida, crua e de tão fácil entendimento. Cada situação é apresentada aos poucos sem ser maçante e dando explicações o suficiente para que seja completamente entendido. Ainda conta com uma lista de personagens no seu fim, o que deixa o contexto e tudo o que vai se seguindo ainda mais claro.

Mitologia sempre me causou certa curiosidade, estive em constante busca por leituras que me mostrassem as histórias de vários deuses de maneira entrelaçada, onde eu pudesse entender o papel de cada um, como nesta leitura. Já li livros que explicam separadamente as aventuras de cada, são ótimos, mas por não seguirem um enredo linear, às vezes, me perdia um pouco com tantos nomes e na interação de um ser com outro.

IMG_8286

Mensagem:

Superação, amadurecimento e resiliência foram mensagens chaves nesta leitura! A garra da protagonista também se transforma em uma grande mensagem, em minha opinião. Circe precisa ser resiliente a todo instante, ganhando força, maturidade e descobrindo o que é capaz diante de cada dificuldade e superação! Mostrando uma grande força da mulher, que ela pode ser quem ela é, mesmo que tudo pareça dizer o contrário! É muito bonito ver esse crescimento e a segurança que Circe começa a desenvolver enquanto se conhece, torna a leitura rica.

É possível perceber também como um vilão, como Circe é retratada por vários heróis (por exemplo em Percy Jackson e o Mar de Monstros), pode se transformar assim devido apenas a perspectiva; por isso é importante conhecer a história de cada um antes de julgar suas reações.

“Mas não havia ferimento que ela pudesse me inflingir que eu já não infringira a mim mesma”

border-159926_960_720

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s