Literatura Brasileira, romance, Uncategorized

As Cavernas que Compartilhamos

angie lesterSinopse: “Rejeitada pelo pai e considerada uma maldição pelo povo de sua ilha, Isabela Gonçalves se prepara para um futuro solitário. Quando um evento inesperado muda seus planos e a leva à terras distantes, em uma jornada cheia de aventuras, Isabela encontrará o amor, a dor e principalmente a sua força.
Personagens cheios de mistérios, uma alucinante investigação criminal e uma história inspirada em fatos reais vão mostrar todas as barreiras que um amor pode transpor.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Juliana Barbosa / The Books editora / Literatura Brasileira, romance

Partes Favoritas:

Que história mais linda! O enredo como um todo me conquistou, mas a personalidade da personagem principal foi o que mais me prendeu durante a leitura. Fiquei ansiando por saber qual seria a reação de Isabela em cada situação, sempre me surpreendia com sua coragem e vontade de viver o novo!

“Por um mundo onde as mulheres sejam fortes, decentes e destemidas.”

Comentários:

Em 1884, na ilha de Santa Catarina, Isabela é rotulada como bruxa, mal sabe que sua história está apenas começando e um lugar novo com diversas possibilidades a aguarda. Isa irá amadurecer muito ao longo de sua trajetória, conhecendo novos arredores e descobrindo como é ser dona do próprio destino; também conhecendo James no processo. A escrita da autora é marcante e envolve rapidamente, nos sentimos familiarizados com os personagens e parece que os conhecemos desde sempre! Um romance histórico, narrado em primeira pessoa, leve e repleto de conteúdo!

Carrega dados verídicos tão bem colocados que me deram a impressão de estar lendo uma biografia e não uma história ficcional. O enredo vai muito além da descoberta do romance romântico, mostra a vida dos personagens, suas evoluções, medos, superações e, acima de tudo, o encontro com si próprios. Isabela é uma jovem forte e corajosa que me fez perceber o quanto enfrentar os medos é um caminho fundamental para conquistar tudo o que se deseja. A perseverança dessa moça, diante de cada situação, me motivou muito! Deixando os medos e traumas para trás, Isabela se tornou um exemplo de mulher guerreira e que não se deixa abater.

Um detalhe, que chama bastante atenção ao longo da leitura, em minha opinião, é a batalha da mulher em ter sua voz ativa e ganhar respeito na sociedade, sendo quem ela quer ser e não quem os outros querem que ela seja. Isabela é uma personagem que está marcada, para mim, como aquela que enfrentou suas batalhas internas, externas e soube lidar com os infortúnios que foram aparecendo. Sem contar que é um livro que inclui cenas de investigação em seu desfecho, revelando tudo o que realmente está envolvido nesta trama que cerca a vida de Isabela e James.

IMG_4895

Mensagem:

Isabela era considerada uma bruxa pela sociedade local, devido aos seus cabelos ruivos, o que fazia com que ela se visse de tal maneira também. Acabei refletindo o quanto nos vemos de determinadas formas apenas porque os outros julgam assim. Nos esquecendo de ver como nós mesmos nos olhamos, sem julgamentos, rótulos ou crenças!

“Dona de uma personalidade única, aprendera a lidar com algo terrível sem deixar que roubassem sua alegria ou mudassem sua essência.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

2 comentários em “As Cavernas que Compartilhamos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s