Literatura Brasileira, romance, Uncategorized

Cadete de Aço

angie lester (1)Sinopse: “Ela é militar. É atiradora de elite. É triatleta. É lutadora de MMA. O que poucos sabem, é que a “Cadete de Aço” já foi simplesmente a Nina. Uma frágil e meiga garota do interior, cujo sonho de infância de ser aeromoça, foi destruído aos 17 anos, em um evento traumático, que a fez mergulhar na depressão. O curso de oficiais em uma instituição militar foi sua tábua de salvação. Ela só não imaginava que além de lutar contra os próprios medos diariamente, também teria que enfrentar uma batalha para conquistar seu espaço dentro de uma corporação arraigada pela cultura machista. Seu relacionamento com o sexo oposto é conflituoso. Ela sente desprezo pela maioria dos homens com os quais convive, em especial, pelo Tenente Huisman, um oficial do BOPE esnobe e austero com quem ela trava um conflito pessoal que vai terminar no tatame, quando ele se torna o seu treinador de luta. O contato corporal com aquele lindo homem vai despertar em seu corpo e em sua alma, sensações nunca antes experimentadas. A linha que divide o amor e o ódio é muito tênue. E apesar de acreditar que está longe do padrão de mulher que precisa ser salva por um príncipe encantado, o destino está prestes a mostrar para a Cadete de Aço, que ela pode estar enganada. E que de alguma forma, a vida dela está entrelaçada a daquele homem, para que ambos cumpram um propósito maior.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Compre na  amazon-logo :  eBook 

 

Partes Favoritas:

A personalidade forte de Nina me encantou. Não deixando que a sua depressão se aflorasse por tempo indeterminado, ela encontrou uma motivação e se jogou. Foi a melhor que pôde naquilo, mostrando o quanto é uma mulher de fibra, conseguiu dar a volta por cima e encontrar felicidade. Apresentando o quanto somos fortes e não sabemos, até que seja necessário.

“Essa maldita necessidade de querer fazer as coisas sempre da maneira certa, me lança em um constante estado de frustração.”

Comentários:

Ao iniciar o livro imaginei que seria uma história extremamente séria, regada ao militarismo e com cargas emocionais, mensagens duras e severas. Mas não, mesmo tendo essa pegada mais policial, mostrando como funciona para ingressar nesta profissão e o quão puxado pode ser, o livro não tem cargas pesadas. Com uma narrativa, em primeira pessoa, e escrita bem maduras, a autora é extremamente pontual e objetiva no que quer passar ao seu leitor. Fiquei com falta de ar louca para saber o que se daria de toda a história, me surpreendi do início ao fim, me comovendo no percurso.

Nina sofreu abuso sexual e, após isso, se fechou de uma maneira que não conseguiu se relacionar com mais ninguém. Viu na carreira militar uma maneira de ser forte e, de certa forma, passar por cima de tudo o que lhe aconteceu. Mesmo o foco da história sendo a superação da personagem, Yan apareceu na vida dela e foi ganhando espaço, inclusive a ajudando a lidar com seus medos.

As características do ambiente são bem abordadas, transportando seu leitor exatamente para o cenário em que a personagem se encontra. No curso, que ela fez para entrar nesta carreira, acabou por presenciar vários julgamentos e preconceitos por ser mulher. Seus colegas se mostraram extremamente machistas, principalmente quando Nina, uma mulher, mostrava ser melhor que eles.

Aos poucos Nina foi conquistando seu espaço, ganhando respeito, amadurecendo, lidando com seus medos. Contando com mensagens inspiradoras. O bonito, nesta história, é que a personagem não lida com seu medo do além, achei essa parte uma das mais estruturadas no enredo, ela procura ajuda. Para, assim, ser forte e conseguir ajudar outras que já passaram pela mesma situação que ela.

“Nossa maior riqueza não está nos bens que poderemos juntar, mas na quantidade de vidas que iremos impactar ao longo da nossa existência.”

Captura de Tela 2018-12-13 às 16.42.02

Mensagem:

Aquele ditado de que o lado bom de chegar no fundo do poço é que sua única alternativa é subir. Acredito que chegarmos ao nosso limite faz com que nos transformemos em algo que não gostamos. E, ao perceber isso, nos tornamos conscientes para que isso não ocorra de novo, para que o medo não domine novamente com tanta força.

“… e de repente eu me transformei em um monstro, que rejeitava e maltratava as pessoas à minha volta, (…)”

Também, teve uma abordagem sobre abuso sexual, o quanto a mulher ainda é vista como submissa pelo homem. Ainda existe o fato de que a mulher não é vista como igual.

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Compre na  amazon-logo :  eBook 

Evellyn Miller / Independente / Literatura Brasileira, romance policial

2 comentários em “Cadete de Aço”

  1. A minha maior satisfação como escritora é quando alguém capta todas as mensagens, diretas e indiretas, que tentei passar nas minhas obras. Você foi muito sensível a todas elas e isso me emocionou. Como engenheira civil, você provavelmente trabalha em ambientes essencialmente masculinos e deve saber que não é fácil. Foram mulheres guerrreiras como você que me inspiraram a criar a Nina. Felizmente nós somos muitas que acreditamos e lutamos por um mundo melhor! Muita agradecida a você por ter dedicado o seu tempo para ler um trabalho de uma estreante. Seja muito feliz!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Com certeza, quando trabalhamos em um ambiente onde os homens prevalecem acabamos tendo um pouco mais de dificuldades, infelizmente. Eu fico extremamente feliz que você tenha gostado da resenha e que eu consegui passar o quanto gostei do livro nela. ❤ Obrigada por todo o seu carinho!!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s