drama, Literatura Brasileira, romance, Uncategorized

Espelho, Espelho Meu. Qual CRUSH Escolho Eu?

angie lester (1)Sinopse: “Anabelle conta sua história do abandono na infância e encontra na dança o alívio necessário para fazer sua subconsciência falar mais alto enquanto capta o mistério da alma humana. Aos dezoito anos, se sente à flor da pele, perdidamente apaixonada por dois jovens que são capazes de despertar desejo e amor em qualquer moça. Na dúvida entre seus dois crushs, ela não consegue escolher entre o loiro de olhos azuis que conquistou uma frota de admiradoras e o dono do sorriso mais encantador que já viu, um rapaz sedutor e forte.
O verão que passou ao lado de um de seus amores ainda desperta arrepios na jovem. Anabelle se lembra de que não foi apenas o clima quente que os fez fervilhar. A lembrança dos dois corpos em ebulição, do suor escorrendo e dos peitos prestes a explodir ainda a faz sentir como se estivesse lendo um livro do qual não quer conhecer o final, parar de ler.
Hoje, sua autoestima oscila cada vez mais para baixo. Nessa jornada, ela luta por sua libertação e pelo feminismo. Mas será que terá forças para encarar seu destino? Quem será o crush do espelho?”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Compre na  amazon-logo :  eBook 

 

Partes Favoritas:

Primeiro, me envolveu o fato de Ana estar em dúvida de qual crush escolher. Depois, o que me manteve envolvida, foi a curiosidade de cada mensagem transmitida, queria saber até onde iriam as mensagens e qual seria todo o desfecho da história.

“(…), pois o mais importante não é a descoberta em si, mas a trajetória que tracei para conseguir meu triunfo.”

Comentários:

Anabelle cursa direito, é bailarina, extremamente pensativa e cheia de ideias revolucionárias. Se vê diante de uma escolha entre dois crushs, Daniel e Philippe, além de outras escolhas que geram grandes consequências, também são abordadas questões políticas e sobre o nosso país. É visível o amadurecimento da personagem diante de todas as adversidade que ela vai passando. Percebi como é surpreendente o quanto as nossas prioridades mudam através de coisas que vão acontecendo a nossa volta.

Se tornou uma leitura um tanto carregada de informações filosóficas, em seu início. A narrativa que acontece em primeira pessoa, em tons poéticos e com toques dramáticos, se faz quase como se estivéssemos lendo um diário, tendo contato extremo com cada pensamento, emoção e os aprendizados de Ana.

Pela capa se imagina que será um livro bem fofo e clichê, mas não vi isso como foco, é um livro regado de mensagens. As partes fofas do livro, condizentes com sua capa, existem sim!! Mas vão se revelando aos poucos, senti como se estivesse conhecendo alguém e, devagar, tudo vai tomando forma e cada traço delineado, no início da história, vai se transformando e fazendo total sentido em seu desfecho. O fofo do livro, a parte amorzinho, foi sendo lapidada até nos conquistar, até ganhar segurança e a confiança do seu leitor. Apresenta um final marcante, um tanto quanto triste e inesperado, no qual Ana encontra um destino cheio de significado.

Uma leitura que não se consegue fazer de forma rápida, pois é necessário parar e refletir sobre cada coisa que está acontecendo. É possível perceber um equilíbrio entre a história e todas as mensagens que foram passadas ao longo do desenvolvimento do livro. Mesmo que as mensagens tenham tido maiores destaques, em minha opinião.

“Nossas escolhas moldam os nossos destinos. É assustador olhar pra trás, e também não é a melhor coisa a se fazer, pois você tem que seguir a jornada e aguardar até se deparar com várias estradas para escolher, de novo, um novo rumo para sua vida.”

Captura de Tela 2018-12-08 às 18.30.31

Mensagem:

Uma mensagem principal que engloba todo o enredo do livro é o quanto o vilão, de nossas vidas, pode ser nós mesmos. O nosso eu interior. O quanto nos interiorizamos em alguma dor. E a inconsciência toma forma nublando nossos olhos para perceber o que realmente é real e o que não é.

E um ponto que me fez pensar, ao ler, é como vivemos em um momento onde as diferenças ainda se perpetuam de forma forte e intensa, no qual ser diferente do imposto pela sociedade é motivo para julgamentos. Mas, também, penso que deve haver um equilíbrio entre os fatores, para que todos saiam bem com isso, e não que a balança penda somente para um dos lados.

Priscila Debly / Editora Coerência / Literatura brasileira, romance, drama

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Compre na  amazon-logo :  eBook 

 

– Agradecimento –

Gostaria de agradecer a autora por ter me enviado um exemplar do livro físico! Um livro que me fez refletir sobre diversos pontos, ficar pensativa e em choque com seu desfecho!! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s