A Última Carta de Amor

angie lester (78)

Sinopse: “Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta à casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer falta alguma coisa. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalhava. Obcecada com a ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte porque ela mesma está envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar “B”, sem desconfiar que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do seu próprio relacionamento. Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Partes Favoritas:

A parte mais criativa pra mim foi o desfecho de tudo, não vou contar, mas é a parte mais fofa, porque tudo se desenrola de uma forma inesperada e surpreendente. A autora conseguiu sair do provável e lançar um livro diferenciado com um fim maravilhoso! Tive um mini ataque no final!! Vale muito a pena ler ❤

“Estar sem você – a milhares de quilômetros de você – não me traz nenhum alívio. O fato de eu já não estar atormentado por sua proximidade, de já não precisar encarar diariamente minha incapacidade de ter a única coisa que eu realmente quero, não me curou. Piorou as coisas. Meu futuro parece uma estrada desolada e vazia”.

Comentários: 

Esse livro foi um dos melhores que já li, eu só não o favoritei por achar a escrita da Jojo Moyes um pouco pesada, não é um tipo de livro que eu consigo ler sem parar, é aquele que eu leio um pouco, faço outra coisa e depois volto a ler.

Ellie, uma jornalista, acaba por encontrar uma carta perdida no tempo. E fica super empolgada com a coluna que pode escrever se encontrar o destinatário de tal carta, que é uma senhora, Jennifer, que há muitos anos atrás sofreu um acidente e perdeu a memória. Abrange dois romances gostosos de ler, um que deveria ter acontecido em 1960, e outro que deveria estar acontecendo atualmente.

É uma história que ao ler a sinopse parece bem clichê, mas ela surpreende muito, e quando digo muito é exageradamente inusitado mesmo! Quem você menos espera ser alguém importante na história, na realidade, é o causador de tudo. Um livro cuja a narrativa se mescla entre o ano de 1960 e o atual, de forma que tudo vai se auto explicando. A narrativa não acontece apenas por  parte de um personagem, vou ser sincera, não gosto quando muda assim, mas acontece de tal maneira que é imperceptível a mudança, e faz todo o sentido no contexto geral.

Como o livro é envolta de cartas de amor, em cada quebra de capítulo temos frases, como se fossem cartas, para ilustrar, super fofas:

“Vou ficar na Grécia, não volto a Londres, porque você me assusta, mas de um jeito bom.”

“Um garoto irlândes perseguir uma garota de san diego é como tentar pegar uma onda com a mão… impossível… às vezes é preciso só ir em frente e se assombrar.”

Parece uma história comum, mas ao entender seu contexto, percebemos o quanto é incomum e diferente aos nossos olhos. Magnifico é a palavra que o descreve, muita tensão e amor em um livro só!! Uma montanha russa de história!! Fiquei com o coração na mão do inicio ao fim!

Captura de Tela 2018-08-28 às 11.47.30

Mensagem:

Acho que uma das mensagens mais claras deste livro, é o fato de que o amor supera tudo, aquele tipo de mensagem muito adotada em muitos livros de romance e amor. Mas aqui, ele supera o tempo e o destino, às vezes aquilo que programamos foge totalmente do nosso controle, não que possamos dizer que foi melhor assim, mas tem coisas que ao acontecer não entendemos e depois percebemos ter sido necessário, por algum motivo mais forte.

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

3 comentários sobre “A Última Carta de Amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s