Mais Que Uma Escolha

angie lester (60)

Sinopse: “Sara é filha de pais separados. A mãe, Maria, é uma mulher ambiciosa e sem escrúpulos. Seu pai, Almir, é um fazendeiro rico e tacanho. Não consegue lidar com a filha e a associa à ex-mulher, por quem sente profunda mágoa, o que forma um abismo entre eles. Por imposição da mãe, Sara de repente é forçada a largar a faculdade e a cidade onde vive para passar um tempo na fazenda do pai, no interior de Minas Gerais. E lá ela se envolve com Caio, o jovem administrador das terras com quem Almir tem uma forte ligação. Antes que a razão possa se manifestar, nasce ali um amor forte e incontrolável. Porém, uma série de enganos e contratempos acaba por separar o casal. 
O tempo passa. Sara se torna uma profissional realizada, tem um filho de 5 anos e muitas contas para acertar com o pai e o ex-marido. Quando conclui sua Residência em Medicina Veterinária ela decide que chegou a hora de enfrentar o passado e sua volta intempestiva vai surpreender a todos que vivem na Fazenda Fivela de Ouro. 
O que ela não sabe é que ainda existe alguém capaz de tudo para impedir que ela se aproxime de Caio. 
Mais que uma escolha é um romance envolvente e cheio de conflitos. Uma história de desencontros, suspense e paixão.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Partes Favoritas:

A melhor parte, pra mim, foi a Fazenda Fivela de Ouro onde toda a narrativa se desenvolve. Um local pelo qual consegui conhecer um pouco a cultura do ambiente e tudo o que engloba morar de uma forma mais simples! Me deu vontade de ir correndo pra uma fazenda e nunca mais voltar pra cidade grande!

“E abraçá-lo era como voltar pra casa depois de uma tempestade.”

Comentários: 

Uma história simplesmente linda!!! Após iniciar a leitura eu não queria mais largar o livro!! E logo depois que terminei deu vontade de ler pelo menos mais umas três vezes!!! Cativa o leitor, nos faz entrar dentro da história literalmente, sorrir e chorar junto dos personagens.

Se inicia de uma forma bem simples e a história vai crescendo no decorrer das páginas. Sara que mal conhece o próprio pai, acaba por julgá-lo através do que sua mãe relatava, já que os dois são separados. O enredo aborda o sotaque caipira do interior e também faz uso das características de um ambiente mais rural, com animas de fazenda, campo, céu mais limpo e a grande simplicidade que envolve esse ambiente.

Pude perceber três pontos fortes no discorrer da leitura. Primeiro, uma garota que não conhecia o pai, começa a perceber quem ele realmente é e quais são seus reais princípios. Segundo, ela descobre como uma fazenda é, seu funcionamento, tudo o que a envolve e sente na pele cada descoberta. Terceiro e último, ela descobre o amor muito puro, mesmo sem querer e de repente.

Outra característica é que discorre-se em três tempos: 1999, 2004 e 2009. Tudo ocorre de forma gradativa, sem pressa, de forma a explicar cada acontecimento e ação dos personagens, mas sem tornar a história maçante.

Ler este livro me deu uma sensação de nostalgia muito forte. Quando eu tinha uns 7 anos, aos domingos tinha almoço, café da tarde e janta na casa da minha avó, onde se reuniam todos os familiares, ler esse livro deu aquela sensação de um fim de tarde de domingo pacato com familiares, onde não temos compromisso algum. Lembrei muito da simplicidade daqueles momentos que vivi.

“Família é família e em qualquer uma delas existe momentos bons e difíceis.”

Captura de Tela 2018-08-09 às 10.36.07

Mensagem: 

Eu percebi uma mensagem muito bonita vinda desse livro, bonita pelo fato de ela vir aos poucos no decorrer da leitura, como se tal mensagem fosse sendo construída com o passar das páginas, fazendo desta uma história linda e emocionante. A mensagem de que, mesmo que queiramos deixar o passado pra trás, se nele contiver alguma pendência, algo mal resolvido, aquilo voltará, pode não voltar da mesma forma ou com as mesmas pessoas que estavam envolvidas, como também pode apenas repetir o evento com outras pessoas. Seria uma “lei da vida”, até que possamos entender e aprender com aquilo.

“Mas nem sempre a gente espera o pior das pessoas. Nem mesmo da pior pessoa que a gente conhece.”

Também, percebi como as experiências do passado nos influenciam em como somos hoje. Cabe a nós mesmos que essa influência seja positiva ou não, independente da experiência o ser.

E, que devemos nos permitir de vez em quando, principalmente, quando o assunto é a nossa própria felicidade!

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

– Agradecimento – 

Gostaria de agradecer a autora Bruna Longobucco por ter me enviado o livro físico! Com essa história emocionante e extremamente linda! Quero reler muitas e muitas vezes, aprendi muito e também me proporcionou momentos maravilhosos de nostalgia! Obrigada!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s