Pasta Senza Vino

angie lester

Sinopse: “O jovem Antonello Bianchi é um italiano indolente, machista e metido a conquistador. Sua única ocupação é atrair clientes para o restaurante em que trabalha (ou para si, quando for una bella donna). Essa vida de aventuras amorosas sofre uma virada quando ele conhece uma turista carioca, que o leva a atravessar um oceano em plenos anos 60 para compreender o próprio coração. Em tom leve e envolvente, Eduardo Krause apresenta um romance com sabor e graça, os ingredientes da boa literatura.”

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

Partes Favoritas:

O lado cultural italiano, retratado no livro, me encantou, me fez sentir e quase tocar a Itália daquela época. Transportou-me totalmente para dentro do livro e me fez viver o que nele está descrito!

“Massa sem vinho é como um beijo sem amor.”

Comentários:

Antonello, um jovem italiano e um excelente conquistador, vive uma vida simples regada a galanteios e mulheres estrangeiras, trabalhando em um restaurante. Onde todas as mulheres que aparecem em sua frente caem em sua lábia, inclusive eu quase cai. Se a narrativa não estivesse sendo realizada em primeira pessoa, pelo próprio galanteador, eu estaria loucamente apaixonada! Tudo para Antonello era uma arma para conquistar uma mulher!

A cultura e costumes italianos são bem destacados tanto na linguagem quanto na alimentação, os vinhos e as massas. Parecia que eu tinha pisado em solo Italiano, de tão real que o autor descreve, ele se preocupou em descrever as características de pratos maravilhosos servidos nos restaurantes, músicas impregnadas durante as refeições, paisagens que são maravilhosas e que ajudaram nos galanteios de nosso personagem principal.

Consegui ver realismo nas ações e consequências presentes no livro, com uma história que se desenvolve à cerca de 55 anos atrás. Confesso que a parte romântica da história me frustrou, porque não senti Antonello feliz no desfecho. Expressando o que ocorre na vida real, onde nos conformamos com o que a vida oferece e permanecemos na zona de conforto, indo contra o que queremos, vamos a favor do que achamos ser o correto para aquele momento, infelizmente o correto, na grande maioria das vezes, não é o que nos traz felicidade.

Captura de Tela 2018-10-14 às 18.51.30

Mensagem:

Muitas mensagem podem ser passadas desta história surpreendente, mas a que eu mais vou levar desta leitura é o fato de não deixar a vida simplesmente me levar e, sim, agir com o meu coração, buscando a minha felicidade, mesmo que ela pareça errada ou que, até mesmo, seus caminhos pareçam ter me traído anteriormente.

Felicidade hoje é melhor do que nunca a ter, por orgulho ou por ficarmos presos a coisas que aconteceram no passado e, ao nosso ver, nos magoaram. Melhor ser feliz hoje do que viver a espera de que a felicidade reapareça, na esperança de que desta vez não nos magoe.

stock-vector-vintage-gold-frame-on-a-white-background-graphic-vector-design-636295640

– Agradecimento –

Gostaria de agradecer imensamente ao autor, Eduardo Krause, por ter me presenteado com um de seus exemplares. Um livro que vou abrir sempre que eu quiser ir para a Itália!! Obrigada!! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s